Em uma sessão solene,  dez médicos-veterinários vão ser empossados na Academia Baiana de Medicina Veterinária (Abamev) no próximo dia 18 de dezembro de 2019, (quarta-feira) às 19h30.

Com  idades, trajetórias e perfis  distintos,  os novos acadêmicos vão ocupar cadeiras que levam nomes relevantes da história da Medicina Veterinária do estado.  Um deles, Paulo Emílio Torres, ocupará a cadeira que leva o nome do próprio pai, o professor Geraldo Cézar de Vinháes Torres, falecido em março de 2018.

Imortal

Serão ainda empossados Augusto Angelim, José Eduardo Ungar de Sá (presidente da Comissão Estadual de Saúde Pública do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado da Bahia, CRMV/BA),  José Raimundo Lins Ribas, Joselito Nunes Costa, José Roberto Pinho de Andrade Lima (conselheiro do CRMV/BA), Maria Consuêlo Ayres, Marilene Moraes Caldas, Max Vitória Resende e Altair Santana de Oliveira, presidente do CRMV/BA.  O gestor do Regional baiano ressalta a importância de ser membro da Abamev:  “é uma honra enorme. Eu acredito que seja a maior honra da minha carreira profissional, porque ser acadêmico significa ganhar a imortalidade, você vai ser sempre lembrado, sempre falado. Eu acho que [pertencer] à Academia Baiana de Medicina Veterinária é um importante feito para qualquer profissional. Se quiser almejar o mais alto nível, acho que deve almejar  compor, fazer parte da Academia Baiana de Medicina Veterinária.”

Mais cadeiras

Com os novos empossados a  ABAMEV passará a contar com  28 membros. A solenidade do dia 18 vai ser dirigida pelo presidente da Academia Brasileira de Medicina Veterinária, Josélio de Andrade Moura.  Em entrevista, o presidente da Academia, Frederico de Medeiros Rodrigues, manifestou a possibilidade de ampliação do número de cadeiras e antecipou as expectativas para o evento:

Para saber mais sobre a atuação da Abamev clique aqui

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Em uma sessão solene,  dez médicos-veterinários vão ser empossados na Academia Baiana de Medicina Veterinária (Abamev) no próximo dia 18 de dezembro de 2019, (quarta-feira) às 19h30.

Com  idades, trajetórias e perfis  distintos,  os novos acadêmicos vão ocupar cadeiras que levam nomes relevantes da história da Medicina Veterinária do estado.  Um deles, Paulo Emílio Torres, ocupará a cadeira que leva o nome do próprio pai, o professor Geraldo Cézar de Vinháes Torres, falecido em março de 2018.

Imortal

Serão ainda empossados Augusto Angelim, José Eduardo Ungar de Sá (presidente da Comissão Estadual de Saúde Pública do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado da Bahia, CRMV/BA),  José Raimundo Lins Ribas, Joselito Nunes Costa, José Roberto Pinho de Andrade Lima (conselheiro do CRMV/BA), Maria Consuêlo Ayres, Marilene Moraes Caldas, Max Vitória Resende e Altair Santana de Oliveira, presidente do CRMV/BA.  O gestor do Regional baiano ressalta a importância de ser membro da Abamev:  “é uma honra enorme. Eu acredito que seja a maior honra da minha carreira profissional, porque ser acadêmico significa ganhar a imortalidade, você vai ser sempre lembrado, sempre falado. Eu acho que [pertencer] à Academia Baiana de Medicina Veterinária é um importante feito para qualquer profissional. Se quiser almejar o mais alto nível, acho que deve almejar  compor, fazer parte da Academia Baiana de Medicina Veterinária.”

Mais cadeiras

Com os novos empossados a  ABAMEV passará a contar com  28 membros. A solenidade do dia 18 vai ser dirigida pelo presidente da Academia Brasileira de Medicina Veterinária, Josélio de Andrade Moura.  Em entrevista, o presidente da Academia, Frederico de Medeiros Rodrigues, manifestou a possibilidade de ampliação do número de cadeiras e antecipou as expectativas para o evento:

Para saber mais sobre a atuação da Abamev clique aqui

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.