Profissionais de Medicina Veterinária que desejam ingressar na vida militar têm até o dia 02 de agosto para se inscrever no concurso público para o Curso de Formação de Oficiais do Quadro Complementar (CFO/QC) do Exército Brasileiro (EB). Diferentes das seleções regionais, nas quais os postos são temporários, na seleção para o Quadro Complementar os aprovados podem fazer carreira na instituição.

O concurso é nacional, para ambos os sexos e composto de duas etapas. A primeira é a prova de conhecimentos (geografia, história, português e questões específicas). A segunda etapa é composta de várias fases para os aprovados na prova intelectual, algumas delas  eliminatórias: análise documental, prova de títulos (opcional), exame de saúde, teste físico, avaliação psicológica e comprovação dos requisitos de matrícula, conforme o edital.

Os aprovados para ingressar no Curso de Formação de Oficiais (CFO) agora vão estudar na Escola de Saúde do Exército (EsSEx), em Benfica na cidade do Rio de Janeiro. Antes, o CFO de Medicina Veterinária era na Escola de Formação Complementar do Exército (EsFCEx), em Salvador.

Serão trinta e sete semanas de curso, nas quais o matriculado é designado como Primeiro-Tenente Aluno do CFO/QC. Após a formatura, o militar pode ser enviado para uma das 12 Regiões Militares do país.

Dentro do Exército, há uma variedade de áreas de trabalho: canis, cavalarias, bovinos, saúde pública, inspeção de alimentos, biossegurança, zoonoses, silvestres e meio ambientes, por exemplo.

Conheça  a trajetória inspiradora de um médico-veterinário no Exército: o Ten Cel José Roberto, conselheiro do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado da Bahia (CRMV/BA) que participou de uma série especial sobre o Dia da Medicina Veterinária Militar (17 de junho), feita pelo Regional baiano. Primeiro médico-veterinário do Exército a participar de uma Missão de Paz da ONU, ele trabalhou por 13 meses no Haiti.

Ascom CRMV/BA, 24 de junho de 2019

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.