A prorrogação da permanência dos 269 profissionais foi aprovada pelo Senado

 

17 de abril de 2020

Uma sessão virtual no Senado Federal na última terça-feira (14/04.2020) aprovou por 75 votos favoráveis, a prorrogação dos contratos dos médicos-veterinários temporários do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

A distensão será por mais dois anos e atinge 269 contratos temporários de profissionais que trabalham na vigilância e na inspeção de produtos de origem animal ligados ao comércio internacional, como carnes, em diversos municípios brasileiros.

Trabalhando desde 2017, no total, eles ficarão quatro anos no serviço público. A medida consta do Projeto de Lei de Conversão 5/2020, decorrente da Medida Provisória 903/2019. O texto vai à sanção presidencial. Segundo o Mapa, o orçamento para a prorrogação dos contratos temporários, nos próximos dois anos, é estimado em R$ 73,5 milhões, recursos já previstos pelo Ministério.

A cada ano, cai o número de auditores fiscais agropecuários, pois o volume de aposentadorias é superior ao número de vagas abertas em concursos. Para a Associação Nacional dos Fiscais Federais Agropecuários (ANFFA Sindical), em balanço feito em dezembro de 2019, nos últimos 20 anos houve uma queda de 4.200 Affas para 2.700 atualmente, incluindo médicos-veterinários, engenheiros agrônomos, químicos, zootecnistas e farmacêuticos.

Fonte e foto: Agência Senado e site da ANFFA, com alterações da Ascom CRMV/BA



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.