O Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado da Bahia (CRMV/BA), participou no último dia 22 de março, quinta-feira, da abertura do segundo ano do projeto “Quintas da Vigilância”.  O evento foi realizado no Auditório do Instituto Gonçalo Moniz, FIOCRUZ/BA no bairro de Brotas.

O tema geral da primeira “Quintas de Vigilância”  de 2018  foi  “Panorama da Incidência da Febre Amarela no Brasil nos séculos XX e XXI” e “Estado de duração da imunidade empregada pela dose fracionada da vacina da Febre amarela”.  Um dos palestrantes foi o MV Marcelo Mário Santos Medrado, como representante do CRMV-BA.

Especialista em Saúde Coletiva ele falou sobre “Febre amarela na Bahia”.  Sua participação  foi sugerida pela Comissão Estadual de Saúde Pública (CESP) do CRMV/BA.  A CESP esteve presente no evento com o presidente MV Eduardo Ungar e a componente MV Roberta Dias.

Iniciado em 2017 pela  coordenação de Vigilância Sanitária de Portos, Aeroportos, Fronteiras e Recintos Alfandegados do Estado da Bahia, seção  da Agência Nacional de Vigilância Sanitária,  em parceria com a Escola  de Administração Fazendária  do Ministério da Fazenda brasileiro, o projeto reúne profissionais de saúde que trabalham em diversos campos para troca de conhecimento.

E a circulação do conhecimento é o que defende a assessora técnica do CRMV/BA, Zoot. Isa Meireles, que também esteve no local. Ela ressaltou que houve um alto nível de esclarecimento por parte de todos os palestrantes e acredita que “seria muito importante que as informações técnicas e comprovadas cientificamente relatadas nesse evento chegassem à toda a comunidade para desmistificar e desfazer muitos entendimentos  equivocados referentes à eficácia da vacina fracionada”.

Ela ainda lembra que a vacina fracionada é, segundo os cientistas presentes no evento , “oito vezes mais potente que o mínimo exigido pela Organização Mundial de Saúde”, (OMS), o que garante a eficácia da imunização da febre amarela.

Fotos de álbum pessoal, cedidas ao CRMV/BA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

O Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado da Bahia (CRMV/BA), participou no último dia 22 de março, quinta-feira, da abertura do segundo ano do projeto “Quintas da Vigilância”.  O evento foi realizado no Auditório do Instituto Gonçalo Moniz, FIOCRUZ/BA no bairro de Brotas.

O tema geral da primeira “Quintas de Vigilância”  de 2018  foi  “Panorama da Incidência da Febre Amarela no Brasil nos séculos XX e XXI” e “Estado de duração da imunidade empregada pela dose fracionada da vacina da Febre amarela”.  Um dos palestrantes foi o MV Marcelo Mário Santos Medrado, como representante do CRMV-BA.

Especialista em Saúde Coletiva ele falou sobre “Febre amarela na Bahia”.  Sua participação  foi sugerida pela Comissão Estadual de Saúde Pública (CESP) do CRMV/BA.  A CESP esteve presente no evento com o presidente MV Eduardo Ungar e a componente MV Roberta Dias.

Iniciado em 2017 pela  coordenação de Vigilância Sanitária de Portos, Aeroportos, Fronteiras e Recintos Alfandegados do Estado da Bahia, seção  da Agência Nacional de Vigilância Sanitária,  em parceria com a Escola  de Administração Fazendária  do Ministério da Fazenda brasileiro, o projeto reúne profissionais de saúde que trabalham em diversos campos para troca de conhecimento.

E a circulação do conhecimento é o que defende a assessora técnica do CRMV/BA, Zoot. Isa Meireles, que também esteve no local. Ela ressaltou que houve um alto nível de esclarecimento por parte de todos os palestrantes e acredita que “seria muito importante que as informações técnicas e comprovadas cientificamente relatadas nesse evento chegassem à toda a comunidade para desmistificar e desfazer muitos entendimentos  equivocados referentes à eficácia da vacina fracionada”.

Ela ainda lembra que a vacina fracionada é, segundo os cientistas presentes no evento , “oito vezes mais potente que o mínimo exigido pela Organização Mundial de Saúde”, (OMS), o que garante a eficácia da imunização da febre amarela.

Fotos de álbum pessoal, cedidas ao CRMV/BA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.