Até o momento, o que se sabe é que o SARS-CoV-2, vírus que causa a Covid-19, é transmitido de humanos para humanos, e que suínos e outros animais de produção não são contaminados

8 de abril de 2020

Pesquisadores da Embrapa Suínos e Aves (Concórdia, SC) prepararam duas Instruções Técnicas, uma para a avicultores e outra para suinocultores, com o objetivo de esclarecer sobre a doença Covid-19 e essas duas áreas de produção intensa no Brasil.

Até o momento, o que se sabe é que o SARS-CoV-2, vírus que causa a Covid-19, é transmitido de humanos para humanos, e que suínos e outros animais de produção não são contaminados.

Os produtores devem adotar medidas de biosseguridade nas granjas, restringindo o acesso desnecessário de pessoas nas instalações, além de reforçar as medidas indicadas para evitar o contágio da COVID-19.

“A pandemia de Covid-19 não impede o prosseguimento das atividades avícola e suinícola. As pessoas estão tendo que adotar novos hábitos e cuidados que são eficazes em prevenir a propagação e a infecção pelo vírus, e isso também se aplica ao avicultor e ao suinocultor durante sua rotina diária de trabalho na granja”, destacam os pesquisadores Clarissa Vaz, Iara Trevisol e Luizinho Caron, autores das publicações.

Distanciamento de um metro entre as pessoas, desinfecção do material que entra na granja, roupas e calçados adequados e lavar as mãos com maior frequência, são alguns dos cuidados recomendados.

Clique para baixar:

Instrução Técnica para o Avicultor – ITA 38
Instrução Técnica para o Suinocultor – ITS 24
Fonte: Embrapa Suínos e Aves

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.