Alunos da graduação e da pós-graduação da Escola de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade Federal de Bahia, EMVZ-UFBA, orientados pelo professor doutor Rodrigo Freitas Bittencourt, iniciaram atividades que visam melhorar o rebanho caprino no interior do estado.

As ações fazem parte de uma parceria entre  o Setor de Reprodução Animal da Escola de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade Federal da Bahia, EMVZ-UFBA, e a Secretaria Municipal de Agricultura, com o apoio da Prefeitura de Várzea Nova, cidade a 438km de Salvador, no piemonte da Chapada Diamantina.

No dia 8 de Julho a equipe esteve reunida com pequenos criadores do assentamento Vila Nova, no  Povoado do Mulungu.  Na ocasião, os animais tiveram avaliadas suas características físicas como sanidade e questões de manejo, como nutrição.

Alguns exemplares foram selecionados para serem inseminados este mês, com o sêmen de de reprodutores puros de diferentes raças.

Com o melhoramento genético espera-se aumento na produtividade do rebanho.

A cidade de Várea Nova tem clima semiárido e longos períodos sem chuva, estando localizada no polígono das secas. A população é de 13.500 pessoas (IBGE 2016), com rebanho caprino estimado em 7.361 cabeças.

Ascom CRMV/BA, 17 de julho de 2017, com informações da Prefeitura de Várzea Nova

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.