Entidades ligadas ao Fundo de Apoio a Pecuária do Estado da Bahia (Fundap), assinaram junto à Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab) termo em que cobram uma atuação mais ampla contra a entrada indiscriminada, de animais especialmente, gado vindos de outros estados, com procedência duvidosa e que não atendam aos parâmetros exigidos quanto à imunização de doenças e documentações legais na Bahia. O documento foi assinado no último dia 17 e tem como objetivo barrar e dificultar o “Trânsito Animal Irregular”.

A Bahia é destaque no setor rural e tem ganhado notoriedade com números positivos no Censo Agropecuário. No último levantamento, divulgados pelo IBGE, conquistou o primeiro lugar no ranking de estados com 762,6 mil estabelecimentos agropecuários contabilizados.

Assinaram o documento a Associação Baiana dos Agricultores (Abac), Associação dos Criadores de Caprinos e Ovinos (Accoba), Associação de Criadores de Gado do Oeste da Bahia (Acrioeste), Cooperativa Mista do Médio Rio Pardo (Coopardo), Cooperativa Pecuária de Feira de Santana (Cooperfeira), Cooperativa Mista do Sul da Bahia (Coopermista), Conselho Regional de Medicina Veterinária e Zootecnia da Bahia (CRMV-BA), Sindicato da Indústria de Couros e Peles da Bahia (Sindicouro) e Associação dos Agricultores da Bahia (Iaiba).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.