Faleceu ontem (14 de abril de 2022), em Salvador, o médico-veterinário José Guilherme da Mota, aos 91 anos.

Nascido na cidade do Rio de Janeiro, ele era inscrito há 51 anos no Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado da Bahia (CRMV/BA), sob o número  0027, tendo sido um dos fundadores da instituição.

Entre 1978-1981, foi conselheiro efetivo do quarto mandato do Regional baiano, sob a presidência de Aldo Lins do Rego Barros.

Formado em 1954 pela então Escola Nacional de Veterinária da Universidade Rural do Brasil, hoje Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), se transferiu para a Bahia ainda em 1955 e aqui consolidou uma carreira vitoriosa na Medicina Veterinária.

Foi professor e diretor por dois mandatos (1970/1972 e 1984/1988) da Escola de Medicina Veterinária da Universidade Federal da Bahia, pesquisador no Instituto Biológico da Bahia, na Fundação Gonçalo Moniz e na Universidade Federal da Bahia.

Entre 1975 a 1979 foi  Secretário da Agricultura do Estado Bahia, quando construiu o do Parque de Exposições de Salvador, chefiou o IBAMA na Bahia e foi consultor do CNPq, entre outros diversos cargos, atividades e atribuições.

José Guilherme da Mota, discursando na Assembleia Legislativa da Bahia após receber o Prêmio Fúlvio Alice, do CRMV/BA (Foto: Ascom CRMV/BA)

Em 2013, pelo conjunto de sua obra na Medicina Veterinária da Bahia, ele foi agraciado pelo CRMV/BA com o Prêmio Fúlvio Alice, em sessão solene realizada na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba).

O professor era membro da Academia Baiana de Medicina Veterinária (Abamev),  ocupando a cadeira Nº 03, cujo patrono é Renato Rodenburg de Medeiros Netto.

Segundo informações de admiradores, o sepultamento será  realizado hoje (15/04)  às 17h no cemitério  Jardim da Saudade, em brotas.  O velório poderá ser acessado a partir das 14h30.

Aos enlutados pela irreparável perda, os sentimentos do CRMV/BA.

Fontes: Siscad, Abamev, Alba.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.