E os concluintes são homenageados com uma placa comemorativa. Presidente do Regional baiano participou da mesa de honra do evento

Com uma solenidade, realizada no dia 02 de março,   18 médicos-veterinários receberam das mãos dos seus orientadores e preceptores o jaleco de residentes do Hospital Veterinário Renato Rodemburg de Medeiros Neto  (Hospmev) e do  Centro de Desenvolvimento da Agropecuária (CDP) no distrito de Oliveira dos Campinhos,  unidades da Universidade Federal da Bahia (Ufba)

Essa foi a segunda cerimônia do jaleco para residentes, e a atividade marca o início das suas atividades na pós-graduação modelo residência da Escola de Medicina Veterinária e Zootecnia (Emevz).

Eles terão dois anos de estudos e treinamento em serviço nas duas  Unidades, em  são sete programas de residência: Clínica Médica de Carnívoros Domésticos, Cirurgia de Carnívoros Domésticos, Patologia Veterinária,  Patologia Clínica Veterinária,  Anestesiologia e Medicina Veterinária de Emergência, Clínica de Ruminantes e Equídeos e Reprodução Animal e Obstetrícia Veterinária.

Solenidade do Jaleco na Escola de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade Federal da Bahia. 02 de março de 2020Coordenador do Programa de Residência, o professor da Ufba e diretor do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado da Bahia (CRMV/BA), Rodrigo Bittencourt, foi o mestre de cerimônias e em seu discurso aconselhou os novos residentes:  “além de promover a saúde e bem estar animal, protejam com energia os preceitos da saúde única, como grandes guardiões que somos dela”.

Inícios e Términos


Enquanto uns começam a nova jornada acadêmica, outro grupo fechou o ciclo como residentes e recebeu homenagens. Bittencourt explica que “essa notícia é excelente para a sociedade e para as empresas baianas que passarão a contar com profissionais com carga significativa de aprendizado, pois o mercado e o desenvolvimento da ciência demandam cada vez mais profundidade no conhecimento”.

Convidado para a mesa de honra, o presidente do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado da Bahia (CRMV/BA), Altair Santana de Oliveira, pronunciou-se agradecendo ao convite e elogiando “a organização do evento, a sua importância para a capacitação continuada, tão necessária ao engrandecimento da nossa profissão”. Ele também deu “boas-vindas aos novos residentes, desejando sorte aos concluintes”. Altair Oliveira ainda destacou “a excelência da residência na Medicina Veterinária como forma de garantir, no mercado de trabalho, a presença de profissionais mais qualificados”.

Importante para a comunidade acadêmica, o evento atraiu mais de 130 pessoas, entre médicos-veterinários, familiares e amigos dos participantes. Além do presidente do CRMV/BA, prestigiaram a solenidade: a presidente da Sociedade de Medicina Veterinária, Ana Elisa Almeida, o diretor da Emevz, Antônio de Lisboa Ribeiro Filho, o diretor do Hospmev João Moreira da Costa Neto, a vice-coordenadora do Programa de Residência Vivian Fernanda Barbosa, o coordenador do Centro de Desenvolvimento da Pecuária (CPD-UFBA), Moisés Dias Freitas e o pró-reitor de Pesquisa e de Pós-Graduação, Sérgio Ferreira.

Sobre a Residência do Hospmev
Hoje são 36 residentes nos programas de pós-graduação.  Durante o aprendizado, o residente tem suas atividades supervisionadas por um orientador e conta com um  preceptor (mentor), um professor com grau acadêmico e experiência superiores às dele.

Os participantes do programa de residência são submetidos à avaliações acadêmicas e comportamentais como qualquer outro curso de pós-graduação, a diferença é que do total da carga horária do programa (5760h), ao menos 80% é de disciplinas práticas, como a de Treinamento em Serviço nas diferentes especialidades

O ingresso se dá por concurso público realizado em novembro de cada ano.

Fotos de álbuns pessoais, cedidas ao CRMV/BA
Ascom CRMV/BA, 17 de março de 2020

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.