Transmitida por vírus presentes na saliva de animais hematófagos como morcegos, a raiva não tem tratamento, causando a morte do animal em cerca de  uma semana após o começo dos sintomas.

Para realizar a colheita do material para exame clínico, o profissional de Medicina Veterinária deve estar a par dos procedimentos corretos para garantir a qualidade do material e também a segurança do exame.

As inscrições para o II Treinamento estão abertas para a atividade nos dias 16 e 17 de julho, na cidade de Miguel Calmon, cidade a 360 km de Salvador.

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde (Sesab), em 2017 foram confirmados pelo  Laboratório Central de Saúde Pública (LACEN), 56 casos de raiva bovina. Em 2018 foram o número diminuiu para   13 casos.

Serviço:

II Treinamento para Colheita de material visando diagnóstico da Raiva Bovina

Dias: 16 e 17 de julho

Local: Miguel Calmon – Bahia

Informações:  (74) 3627- 2385

As vagas são limitadas, para se inscrever clique no cartaz abaixo: 

Ascom CRMV/BA, 05 de julho de 2019
Atualizado em 08 de julho de 2019

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.