01/06/2022 – Atualizado em 01/06/2022 – 9:57am

A Associação Brasileira de Veterinários de Animais Selvagens (Abravas) foi habilitada a conceder título de especialista em Medicina de animais selvagens, conforme decisão unânime tomada na 358ª Sessão Plenária Ordinária, realizada nos dias 17 e 18 de maio, na sede do Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV), em Brasília. A Resolução CFMV nº 1.463 foi publicada hoje (1º de junho) no Diário Oficial da União (DOU). Na mesma edição do DOU ainda foi publicada a Resolução CFMV nº 1.461, que habilita a Associação Brasileira de Endocrinologia Veterinária (Abev) para concessão de título de especialista em Endocrinologia Veterinária

“A Abravas recebeu a notícia como uma conquista pelo empenho de colegas que idealizaram o título de especialista, desde a gestão anterior à minha. Estamos muito felizes”, comemorou a médica-veterinária Hilari Wanderlei Hidasi, presidente da associação desde 2019.

Hilari explica que o título de especialista Medicina de animais selvagens concedido pela Abravas vai contemplar médicos-veterinários atuantes nas áreas de conservação de fauna, em zoológicos, com animais aquáticos e pets não convencionais. “São quatro áreas bem distintas, nas quais muitos profissionais já atuam. Agora, com a possibilidade de obtenção do título, eles podem ter um reconhecimento formal. É uma vitória muito grande para a nossa área de atuação”.

A Abravas publicará um edital com todas as informações necessárias para o processo avaliativo, como apresentação de documentos que comprovem a atuação do candidato na área de animais selvagens, além da data e local de realização da prova de conhecimento específico, conforme previsto na Resolução nº 935/2009. A estimativa é que a avaliação para a emissão dos primeiros títulos ocorra em 2023, no Congresso Brasileiro da Abravas.

Fundada em 1995, a Abravas é uma associação civil sem fins lucrativos, de caráter científico-cultural, que congrega médicos-veterinários e estudantes interessados em animais selvagens, de modo a promover a integração entre os associados, o aprimoramento profissional, o bem-estar animal e a conservação da biodiversidade. Sua presidente tem graduação pela Universidade Federal de Goiás, na qual também concluiu mestrado e doutorado em Ciência Animal. Hilari trabalha no zoológico municipal de Guarulhos, desde 2012.

Departamento de Comunicação do CFMV

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.