Dezenas de tutores de gatas e cadelas levaram seus bichinhos para a quarta edição do Outubro Rosa Pet no Hospital de Medicina Veterinária Professor  Renato Rodenburg de Medeiros Netto, HOSPMEV – UFBA, no último sábado, 28 de outubro de 2017.

O evento tem o apoio do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado da Bahia, CRMV/BA e a presidente, MV Ana Elisa Almeida, esteve no local.

O outubro Rosa Pet é uma campanha nacional de conscientização e prevenção ao câncer de mama em cadelas e gatas, idealizado pelo professor Geovani Cassali da UFMG, e acontece em várias unidades da federação ao do mês de outubro, aqui na Bahia ele é coordenado pela professora Dra.  MV Alessandra Estrela Lima que é pioneira nos moldes em que o evento é realizado.

Ao longo dos anos, o processo foi sendo aprimorado e otimizado: na chegada, os animais passam por uma triagem prévia ainda no pátio do Hospmev, onde  também  havia animais disponíveis para adoção.

Gatas e cadelas são levadas para “circuitos” diferentes, o que, apesar do grande número de animais, permite que o ambiente permaneça tranquilo:  escuta-se pouquíssimos latidos e miados, pois os animais ficam calmos.

 

Ao entrar no hospital os colaboradores fazem uma prévia anamnese dos animais visando o fichamento.  São anotados dados como idade, raça,  endereço, etc.

Depois os tutores  são levados para uma sala de vídeo, onde é exibido um vídeo educativo de cerca de cinco minutos, que em uma linguagem simples e didática, explica sobre prevenção, fatores de risco e a importância do diagnóstico precoce da doença.

Em seguida os animais são encaminhados para a avaliação clínica.  A MV  Danielle Nascimento explica que é  um evento que conta com a colaboração e participação dos professores, médicos veterinários, estudantes, zootecnistas, clínicas parceiras, laboratórios e empresas de diversos segmentos da veterinária.

A campanha, apesar de focada no câncer de mama, também oferece tratamento para diversas outras especialidades como dermatologia, ortopedia etc, além de fazer exames como ultrassonografia,  explica uma das organizadoras, a MV Laís Pereira.

O diretor do   HOSPMEV – UFBA,   professor MV João Moreira da Costa Neto, ressalta que além do outubro rosa, este ano a comunidade já trabalhou como o setembro vermelho pet, dirigido para detecção de doenças no coração e vai oferecer o novembro azul pet, para investigar doenças da próstata.

A dona de casa Andrêssa Almeida compareceu levando dois animais, a gatinha Ninina, de sete anos e uma cachorrinha. A felina tem sete anos, não é castrada e já fez uso de anticoncepcional, um dos fatores de risco para desenvolver câncer de mama. Recentemente uma das mamas do animal apresentou uma complicação, o que fez a tutora levá-la  para a campanha. A idade de Ninina, é comum entre as pacientes, observa o Dr. João Moreira da Costa Neto. Ele lembra que a maioria das pacientes é idosa, e  geralmente também apresenta problemas cardiopulmonares.

Participante de todas as edições, a MV Tassiana Carvalho relata: “Os objetivos foram atendidos. Conseguimos realizar os atendimentos de tumor de mama, contando com o auxílio das especialidades parceiras para o complemento do evento.  É importante que os tutores estejam sempre acompanhando a saúde e alterações desta nos seus animais. O outubro rosa pet é apenas uma maneira de direcionar as atenções, mas estas devem estar em foco durante toda a vida do animal.“

A presidente do CRMV/BA Ana Elisa Almeida falou que é gratificante participar de um evento assim, que possibilita atendimento médico veterinário para pacientes e tutores de todas as camadas da sociedade.

Para ver a galeria de fotos em nossa página oficial clique aqui.

ASCOM CRMV/BA, 30 de outubro de 2017

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.