Devido a pandemia da Covid-19, a edição 2020 do Outubro Rosa Pet vai ser em ambiente virtual nos dias 26 a 29 de outubro de 2020.

Umas das organizadoras,  a professora doutora Alessandra Estrela da Escola de Medicina Veterinária e Zootecnia (Emevz), da Universidade Federal da Bahia (Ufba),  conta que em menos de 24h depois de abertas as inscrições já eram mil pessoas inscritas,  e no começo de outubro o número alcançou  dois mil inscritos.

A ideia surgiu em 2010 durante um encontro nacional realizado em Belo Horizonte (MG), com  pesquisadores que trocavam experiências sobre diagnóstico, prognóstico e tratamento das neoplasias mamárias em cadelas e gatas.

Em 2014 foi realizada a primeira edição do evento nas principais capitais do país, e em todas elas a Emevz-Ufba participou, veja o quadro de atendimentos ano a ano no Hospital Veterinário da Ufba:

O Outubro Rosa Pet, explica Alessandra Estrela,  é uma campanha sociocultural-educativa com objetivo de conscientizar os tutores com relação à necessidade do diagnostico precoce, tratamento  e prevenção.  Durante o mês de  outubro, o  Hospmev fica iluminado de rosa e em um sábado há atendimento gratuito para cadelas e gatas com neoplasia mamária.  Os animais também recebem atenção de outras especialidades  “isso é uma congregação  dos setores do hospital veterinário. Durante o Outubro rosa pet prestamos serviços de qualidade e gratuito para esses  animais. Nós temos pessoal da oftalmologia,  da dermatologia, da medicina integrativa,  da reabilitação, da Leishmania, da Patologia Clínica , de exames laboratoriais, de citologia,  de exames de imagens…”, enumera a professora responsável pelo projeto há  seis anos na Federal da Bahia.

Malignidade

Atualmente, relata Alessandra Estrela, de cada dez cadelas que desenvolvem tumores de mamas, sete delas apresentam sua forma maligna.

Se o tumor é maior que cinco centímetros, diz, 32%  morrem em menos  um ano após o diagnóstico “são dados alarmantes, 70% do tumores são malignos e quando tem um diagnóstico tardio, mesmo fazendo a cirurgia o percentual de mortalidade é altíssimo”, lamenta.

Já as gatas, são em menor número, porém nelas, a doença é devastadora: “quase 90% dos tumores das gatas são malignos”, alerta.

Durante as brincadeiras com os animais, os tutores podem sempre investigar com delicadeza, apalpando as duas cadeias mamárias, procurando pequenos nódulos por menores que sejam, ressaltando que  são quatro pares de mamas na gata e cinco pares na cadela.

Progresso

A pesquisadora conta que  em 2014, na primeira edição,  os tumores encontrados eram grandes, ulcerados, múltiplos. Paulatinamente isso foi mudando e em  2019, apesar de maior número de  pacientes, os tutores levaram animais com tumores entre três e cinco centímetros “ou seja  mostra que eles estão procurando assistência médico-veterinária mais precocemente, isso é fruto de maior conscientização,  fruto do trabalho da classe médica-veterinária”  e conclui “o diagnostico precoce está relacionado com a sobrevida e a qualidade de vida desses animais”.

Serviço:

Outubro Rosa Pet Brasil 2020
Dias: 26 a 29 de outubro de 2020
Onde: Ambiente on-line, via Zoom
Inscrições aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.