Da esquerda para a direita: Isa Meireles, assessora técnica, Altair Oliveira, presidente e Anete Cruz, presidente da Comissão Estadual de Alimentos do CRMV/BA, coordenadores do 6º SBRT

Profissionais baianos e de outros estados do país, como Minas Gerais, Ceará e Rio Grande do Sul (na fronteira Brasil-Uruguai) participaram da sexta edição do Seminário Baiano de Responsabilidade Técnica (SBRT), nível avançado, em Produtos de Origem Animal (P.O.A.), do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado da Bahia (CRMV/BA), ocorrido nos dias 03 e 04 de agosto de 2021.

Realizado pela Comissão Estadual de Alimentos, com o apoio da assessoria técnica do Regional e com a supervisão geral do presidente Altair Santana de Oliveira, o evento reuniu profissionais com vasto conhecimento teórico ancorado por vivência prática.

Nos dois dias, os participantes atribuíram avaliações positivas ao evento no chat e nas redes sociais, o que foi notado pela assessora técnica do CRMV/BA, zootecnista Isa Meireles, que afirmou: “estar na equipe de um evento e assistir a vibração dos participantes com tantos elogios nos dá a sensação de missão cumprida”.

Consequências na qualidade

Com programação ampla, foram tratados vários assuntos dentro da temática geral de P.O.A., começando pelo registro de um estabelecimento no Serviço de Inspeção Federal (S.I.F.). A palestra foi ministrada pelo presidente do CRMV/BA, Altair Oliveira, que é  médico-veterinário e servidor do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).  Para ele, poder ofertar o evento, foi a concretização de esforços: “realizar o Seminário Avançado de RT em Produtos de Origem Animal, foi uma promessa cumprida, pois participando das Oficinas do Projeto CONSIM para adesão ao SISBI-POA, notamos a necessidade de capacitação dos RTs e dos Inspetores dos  Serviços de Inspeção Municipais (SIM), para atendimento de diversas demandas das agroindústrias, eu me comprometi a realizar o Seminário. E foi muito importante, pois impacta na atividade de produção dos produtos de origem animal inspecionados, garantindo a segurança dos alimentos, com qualidade e inocuidade, em benefício dos consumidores”, detalha.

A médica-veterinária Verena Beck explicou sobre o registro de estabelecimentos no Serviço de Inspeção Estadual (S.I.E).  Com  estas duas palestras, os RTs e futuros RTs ficaram sabendo de pormenores que vão desde a localização correta de um terreno, qualidade da água e até como vão trabalhar para orientar o engenheiro na hora de fazer a planta do imóvel.

Fechando a primeira manhã, o médico-veterinário Davi Magalhães fez uma imersão ao mundo da rotulagem de alimentos de origem animal. Autoridade no assunto, ele dissecou como devem ser os rótulos  e alertou: produtos em desconformidade com o anunciado na etiqueta, são passíveis de apreensão.

Palestrando na terça e na quarta-feira, a médica-veterinária Rebecca Fonseca trouxe no primeiro dia uma apresentação sobre os programas de autocontrole. Provocando a curiosidade das pessoas, ela montou os slides em forma de um PAC, mostrando que é possível aplicar esses conhecimentos em qualquer ambiente. No segundo dia, ela explanou sobre o papel do RT na indústria de leite.

Fechando o primeiro dia, a presidente da Comissão de Alimentos, médica-veterinária Anete Cruz, ministrou sobre tecnologia de alimentos aplicados à indústria  de carnes e derivados.  Durante o evento, já no segundo dia, ela ainda falou sobre tecnologia de Ovos e tecnologia  de pescados, sendo chamada no chat pelos participantes de “enciclopédia”, por abordar tantos temas mostrando domínio.

Dá para ganhar dinheiro?

Também na quarta-feira (04 de agosto), Verena Beck falou sobre Produtos não comestíveis para humanos, explicando que esses resíduos que viram ração para animais, não são lixo e devem ter qualidade, pois são considerados como uma forma de “reciclagem animal”.  Como na palestra anterior, de modo bem-humorado, ela sempre lembrava aos colegas:  “dá sim para ganhar dinheiro como RT”.   E adicionava alertando que também é possível obter bons rendimentos prestando serviços de consultoria.

Encerrando o evento, o médico-veterinário e comendador pelo  CFMV, José Roberto Lima, compartilhou conhecimentos sobre os princípios de tecnologia de alimentos aplicados ao Mel e derivados. Conselheiro do CRMV/BA, ele participou do evento de modo virtual, direto de Brasília.

Ascom CRMV/BA, 06 de agosto de 2021

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.