O uso da Cannabis na Medicina Veterinária é tema de uma pesquisa do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado da Bahia (CRMV-BA). Coordenada pelo diretor tesoureiro do CRMV-BA e presidente da comissão estadual para avaliação do uso terapêutico da Cannabis ssp na Medicina Veterinária, médico-veterinário Rodrigo Bittencourt, a pesquisa busca fornecer à comissão informações sobre o conhecimento, interesse e possíveis impressões clínicas dos médicos-veterinários consultados sobre o uso da Cannabis medicinal.

A prescrição, fabricação, dispensação, comercialização, importação, uso, pesquisa e fiscalização de produtos industrializados destinados à Medicina Veterinária que contenham como ativos derivados vegetais ou fitofármacos de Cannabis sativa estão suspensos no Brasil, mas alguns pacientes estão recebendo o tratamento à base de medida liminar.

De autoria deputado Bacelar (PODE-BA), tramita na Câmara dos Deputados o Projeto de Lei (PL) nº 369/2021, que tem por objetivo regulamentar o uso veterinário de remédios derivados da Cannabis sativa e garantir as pesquisas que comprovem a eficácia e eficiência do produto em animais, como já ocorreu com o uso humano.

“O nosso objetivo com esse levantamento é entender as perspectivas dos profissionais médicos-veterinários atuantes na Bahia sobre esse tema que é de interesse da Medicina Veterinária e das empresas. O uso terapêutico da cannabis é uma tendência e não podemos nos furtar desse debate. A partir dos dados coletados pela Comissão de avaliação do uso terapêutico da Cannabis ssp na Medicina Veterinária do CRMV-BA, esperamos contribuir para as discussões e o avanço da tramitação do PL, que conta com apoio técnico e jurídico do nosso Conselho Federal”, explica Bittencourt.

A pesquisa sobre o uso da “Cannabis spp.” medicinal na Medicina Veterinária é destinada a profissionais atuantes na Bahia e pode ser respondida aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.